sábado, 5 de maio de 2018

TOCA RAUL NA TOCA!!! NESSE SÁBADO!!!!

TOCA RAUL NA TOCA!!!! 
Nesse sábadão (05/05) toco Raul na A Toca Coletivo !
Eu & banda vamos tocar o disco "Novo Aeon" do Raul Seixas, na íntegra! É o Projeto "Vinil Vivo" do meu parça Kleuber Garcez !
Entrada: $ 10!
Banda: Diego Mascate (voz & violão), Fernando Cipó (guitarra), Brunno Prudente (baixo), George Augusto (bateria)!
 Olha que bacana a divulgação no jornal Diário da Manhã de hoje:

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Show no Dia do Trabalhador! E agenda de shows!

Nessa terça, 1º de maio, eu & banda vamos tocar às 15 hs,
na praça universitária!
Banda: Diego Mascate (voz & violão), Fernando Cipó (guitarra), Brunno Prudente (baixo) e George Augusto (bateria)!
PROGRAMAÇÃO MUSICAL (Em parceria com o Dia do Trabalhador):
14:00 - Sã-Consciência
15:00 - Diego Mascate
16:00 - Banda Mundhumano
17:00 - Cocada Coral
18:00 - Terra Cabula
19:00 - Maíra Lemos
Intervalos: DJ SirCo e Batalhas de MC´s
.
Participe! O evento é gratuito, de todos nós!



Se liga na minha agenda de shows atualizada!




terça-feira, 10 de abril de 2018

Nunca mate uma ideia!

Trecho de "Água que não vais beber" (Zé Rodrix)

"E nunca mate uma ideia
Ela precisa crescer
Seus caminhos percorrer
Até ser mais que uma ideia

As ideias não se matam
Só se podem esconder
Mas com o passar do tempo elas voltam a nascer"...



Lula: “Eu não sou um ser humano, sou uma ideia. E não adianta tentar acabar com as ideias”

https://brasil.elpais.com/brasil/2018/04/08/politica/1523145272_467301.html


terça-feira, 3 de abril de 2018

GOIÂNIA CANTO DE OURO 2018!!!

"SÓ O OURO"!

No jornal Diário da Manhã saiu essa matéria sobre a volta do festival "Goiânia Canto de Ouro", ó:
http://impresso.dm.com.br/edicao/20180403/pagina/26

Toco dia 26 e 27/04, completando uma DÉCADA de Canto de Ouro!

Simbóra pra mais essa aventura! :)))

quarta-feira, 14 de março de 2018

HOJE em Itumbiara - GO, no ARVOREDO!

Hoje às 19 hs toco no Arvoredo, em Itumbiara!


Olha que bacana a matéria no Diário da Manhã de hoje: http://impresso.dm.com.br/edicao/20180314/pagina/31


quinta-feira, 8 de março de 2018

ANPUH-GO 2018 - Convite para o ST 2 Historiografia e Pensamento Social Brasileiro



Prezados(as) Colegas,

Entre os dias 08 e 11 de maio de 2018, vai ocorrer  o XII Encontro Regional da ANPUH-Goiás "Conflitos na História: perspectiva historiográficas e praticas docentes". Neste evento, eu (Diego de Moraes Campos) e o colega historiador Eduardo Vasconcelos estaremos coordenando o ST 2 - Historiografia Social Brasileira (ver detalhamento abaixo). Desde já convidados todos(as) interessados(as) em participar do evento enviando sua proposta de comunicação para o  ST 2. 

Maiores detalhes e todas as instruções para submissão de trabalhos, consultar o site da ANPUH: http://www.sih.ueg.br/

Abraço.

Diego de Moraes Campos

*****************************************************************************  

ST 2: Historiografia e Pensamento Social Brasileiro
Proponentes:
Eduardo Henrique Barbosa de Vasconcelos (Professor da UEG, Câmpus Quirinópolis; Mestre em História das Ciências e da Saúde pela Fiocruz/RJ; Doutorando em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul-UFRGS).
Diego de Moraes Campos (Professor do IFG, Câmpus Itumbiara; Mestre em História pela UFG; Doutorando em História Social pelo PPGHIS da UFRJ).

Ementa:  Historiografia brasileira. Pensamento social brasileiro. Teoria da História no Brasil. História dos intelectuais brasileiros. Cultura brasileira. História, Ciência & Historiografia.

Justificativa:
Como explicar o Brasil? Movidos por essa simples mais complexa pergunta, deste a segunda metade do século XIX, os estudos e as pesquisas de intelectuais e de diferentes instituições, dentro e fora do Brasil, buscam solucionar esse enigma. Pensar e problematizar a produção historiográfica e sua fortuna crítica considerando desde os debates já clássicos do chamado “pensamento social brasileiro” até produções historiográficas contemporâneas sobre política, economia e  cultura que perpassam a História do Brasil. Nesse sentido, com o objetivo de reunir professores e pesquisadores que investiguem a produção do conhecimento histórico no (e sobre o) Brasil, o Simpósio busca ampliar as possibilidades de diálogos intelectuais entre as diversas narrativas históricas que envolvam questões desse amplo campo investigativo entendido pelas noções de “pensamento social brasileiro” e “historiografia brasileira”. O Simpósio está aberto a propostas que envolvam temas e disputas da historiografia dedicada a pensar o Brasil como: história dos intelectuais brasileiros, história política brasileira, história econômica do Brasil e história da cultura brasileira.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

SOM DE LIVRARIA - DIEGO MASCATE! QUINTA (08/02)!!!

Nessa quinta (08-02) farei um show folk (voz & violão) na Livraria Caminhos(Rua 1, nº 43, centrão de Goiânia)!
Simbóra lá, gente! 

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

DIEGO MASCATE NO "SONS DE MERCADO" (MERCAD!O POPULAR DA 74 - CENTRO DE GOÂNIA) NESSE SÁBADO 13/01


Alô, pessoal!
Nesse sábado (13/01) farei um show no Mercado Popular da 74 , no projeto "Sons de Mercado"!
Horário: Das 20 hs às 22 hs!
Entrada franca!

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

A volta da minha coluna no blog "Casa de Vidro"!

Nesse natal ressuscitei minha coluna "Abutre da cultura" no blog Casa de Vidro do meu parceirão Eduardo Carli !

Repliquei lá o texto "O suicídio de Assis Valente e o papai Noel da Coca-Cola"!
Confere lá ó: https://acasadevidro.com/2017/12/24/o-suicidio-de-assis-valente-e-o-papai-noel-da-coca-cola-por-diego-mascate/


A partir do ano que vem pretendo lançar lá textos quinzenais!

Feliz fim/início de ano!!! ;)))


segunda-feira, 11 de setembro de 2017

RELEASE - DIEGO MASCATE

         RELEASE – DIEGO DE MORAES
                                                             (Por Eduardo Carli - https://acasadevidro.com/ )

(Foto por Lorena Coelho)

            A palavra cantada que encanta é o que emana da arte deste "cuiabano de Goiás", Diego de Moraes. “Cantautor” eclético e inovador, Diego realiza há mais de 10 anos um trabalho musical e poético dos mais significativos na música goiana contemporânea, além de ter sólida carreira como professor e historiador (atualmente realizando pesquisa de doutorado em História Social pela UFRJ com foco nas figuras de Tom Zé e Jards Macalé).

            Como parte da banda Diego  de Moraes e O Sindicato, consolidou-se como um dos cantores, compositores e performers mais significativos do cenário artístico goiano. Sua trajetória já  inclui vários álbuns lançados: Parte de Nós (Diego e o Sindicato), A.C. (Diego Mascate). Além disso, possui também o projeto Waldi e Rédson, dupla sertaneja que integra junto com o músico Chelo, do coletivo mineiro Porcas Borboletas.

            O artista já realizou participações em importantes festivais locais (como Bananada, Vaca Amarela, Goiânia Noise, Grito Rock, Canto de Ouro, Fica etc.) e nacionais (Virada Cultural de São Paulo - SP, Varadouro em Rio Branco - AC, em Cuiabá - MT, dentre outros), revelam também o poder de suas apresentações ao vivo. Dentre os episódios marcantes que vivenciou sobre os palcos, podemos contar a abertura do show de Rita Lee no FICA 2011; um dueto com Jards Macalé no Bananada 2012 ( https://www.youtube.com/watch?v=GeQ3p7alfkQ ) , dentre outros.

            Já participou de vários programas de TV - como o Frutos da Terra, na TV Anhanguera, apresentado por Maíra Lemos - e andou sendo citado até na Inglaterra pelo jornal Guardian UK como representante notável da “nova MPB”. Atuou também na peça Vamos a La Praia, do Grupo Bastet, onde interpreta um clown e integra a banda responsável pela trilha sonora junto de Sergio Pato e Fernando Cipó.

            Suas canções também ganham expressão audiovisual nos videoclipes de “Todo Dia” [https://youtu.be/wdX6y5folyE], “Dia Bonito” [https://youtu.be/zEhmerXUl4c], “O Show Vai Continuar” [https://youtu.be/MaRPnmsEJ3c], dentre outros.

            Admirador de figuras como Sérgio Sampaio, Raul Seixas, Odair José, Arrigo Barnabé, Luiz Tatit, dentre outros, Diego de Moraes também têm suas antenas ligadas no que de melhor existe na música internacional. Adiciona a seu som pitadas apimentadas de Iggy e os Stooges, de David Bowie, de Lou Reed, dentre tantos outros artistas, o que gera algo de um frescor e uma novidade que arejam e rejuvenescem a música tradicional.

            Diferença e diversidade parecem ser palavras-de-ordem da estética dieguista: como ele próprio avalia, seu percurso artístico no cenário musical têm primado pela valorização da diferenciação em relação aos dogmas e estereótipos do pop ("eu sempre tento ser um pouco diferente", canta na emblemática "Amigo"). Com uma inquietude criativa que transborda por todos os poros, Diego segue travessia por um "caminho torto", de bicho urbano e rural, mesclando a viola ao rock and roll, longe de percursos pré-definidos, "na dança da canção incerta" (nome do álbum de estréia de sua banda Pó de Ser).


            Em 2017, completaram-se 10 anos do lançamento de seu EP de estréia, Reticências, semente de toda a sua carreira. Os shows que Diego de Moraes tem feito nesse ano têm sido especiais pois marcam  a comemoração desta década de uma trajetória artística marcada pela diversidade cultural. 



****************************************
REPERTÓRIO MUSICAL:


1- "Dia Bonito" (Compositor: Diego de Moraes)
2- "Labirintos da Memória" (Compositor: Diego de Moraes).
2- "Mal Secreto" (Compositores:Jards Macalé & Waly Salomão)
3- "Seu" (Compositor: Diego de Moraes).
4- "A dança da canção incerta" (Compositores:Diego de Moraes e Kleuber Garcêz)
5- "Amigo" (Compositor: Diego de Moraes)
6- "E pra piorar a situação" (Compositor: Diego de Moraes)
7- "2070" (Compositores: Diego de Moraes e Ênio Bernardes)
8- "Punk Rico" (Compositor: Diego de Moraes)
9- "Todo Dia" (Compositor: Diego de Moraes)
10- "Nóis é jeca mas é jóia" (Compositor: Juraildes da Cruz)

quinta-feira, 20 de julho de 2017

sexta-feira, 14 de julho de 2017

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

A crítica ao elitismo da universidade brasileira por Álvaro Vieira Pinto no "pré-1964"

A Revista Espaço Livre acaba de publicar a sua 22ª edição
com textos de Nildo Viana , Diney Vasco , Eliane de Jesus , Jean Santana,
Paul Mattick e um meu.

Meu texto se chama: "A crítica ao elitismo da universidade brasileira por Álvaro Vieira Pinto no 'pré-1964'”!

Vida longa aos espaços livres!

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

VIAGEM SONORA - De Raulzito à Raul Seixas! Quinta (29/12) na Suqueria!



Alô, pessoal!

Pra fechar o ano farei um show nessa quinta na Suqueria  do centrão de Goiânia!
O tema será "a metamorfose histórica ambulante de Raulzito à Raul Seixas" (assunto da monografia de Carlos Henrique Alves que orientei no curso de História esse ano na UEG Uruaçu)!



Evento no face:
https://www.facebook.com/diegomascate/photos/a.140306629424750.24795.140254219429991/1073021369486600/?type=3&theater



Release:



VIAGEM SONORA: De Raulzito à Raul Seixas com Diego Mascate!

Na próxima quinta (29/12) vai rolar na Suqueria do centro de Goiânia uma “viagem sonora” com o Diego Mascate, um dos pseudônimos artísticos do inquieto Diego de Moraes.  Esse espírito nômade dessa vez preparou um show passeando pelo repertório setentista do mestre Raul Seixas! O repertório abarcará desde sua fase inicial (como Raulzito e Os Panteras, registrada no LP de 1967) até pérolas que ele lançou assinando “Raul Seixas” (nome que passa a utilizar a partir de 1972, quando apareceu no Festival Internacional da Canção – FIC, quando se destacou com o “baioque” Let Me Sing).
Diego, além de multiartista, também é Doutorando em História Social pela UFRJ, onde pesquisa sobre a História da música popular brasileira. O tema desse show, inclusive, foi inspirado a partir de uma monografia que orientou esse ano na UEG de Uruaçu, do acadêmico Carlos Henrique Alves, sobre a “Metamorfose Ambulante Histórica” que se processou na trajetória de Raul na passagem da década de 1960 para os anos 70, quando se tornará o maior mito do rock brasileiro.
Nesse processo, é interessante destacar que antes do lançamento de seu début solo como “Raul Seixas” (o clássico “Krig-ha, Bandolo!”, em 1973) Raulzito marcou a indústria fonográfica brasileira enquanto produtor e compositor das gravadora CBS. Obras primas como o disco “Eu quero é botar meu bloco na rua” de Sérgio Sampaio, por exemplo, levam sua assinatura na produção musical. Vários sucessos do início da década de 1970 são composições suas, como “Doce, doce amor” (gravada por Jerry Adriani), “Tudo acabado” (por Odair José), entre outras. Mas o destino dessa história mudaria com o hoje lendário e anárquico álbum “Sociedade da Grã-Ordem Kavernista Apresenta Sessão das 10”...
Diego de Moraes é um viajante, um vendedor andarilho da cultura goiana que não pára e está sempre na fronteira atravessando caminhos entre o rock, a MPB e o teatro, levando suas “tralhas” e histórias, seja em projetos como a banda Pó de Ser, a dupla canábica Waldi e Redson; seja antes com o Diego e O Sindicato ou atualmente em sua carreira solo como Diego Mascate. Ele entendeu porque dizem que as quatro melhores coisas da vida são: “comer e viajar”! Então simbóra nessa viagem filosófica-musical! No reperório terá desde canções emblemáticas como “Medo da chuva” e “Gita”, até músicas do lado B como “Verdade sobre a nostalgia”.
Vamos embarcar nessa viagem sonora!!!!
Plunct Plact Zum!!!

Voz, violão e dieGUITA: Diego Mascate
Guitarra: Fernando Cipó.

SERVIÇO
Couvert: $ 10
Dobradinha de chope Colombina a noite toda!
Para quem chegar até as 20h ganha um chope!!!

Local: Empório Armário Brechó-Outlet
Rua 15, Qd. 49, Nº 357, Sala 1. Setor Central. Goiânia.  Fone: (62) 32419615
Data: dia 29/12 Sexta
Horário: 20 horas


Trechos do show no 1º Festival Confluências no Evoé: